“Um Lugar Para os Apaixonados por Séries”

Seja bem vindo! | Versão: 2.o

15 de Março de 2018 Filmes Review
Resenha | Trama Fantasma (2017)


Resenha | Trama Fantasma (2017) (Reprodução)

Eu devo admitir que fui ver esse filme com certas expectativas em mente. Qualquer filme com Daniel Day Lewis se presume ser, na minha opinião, um excelente filme. Este se passa na Inglaterra dos anos 50, e centra-se no relacionamento entre Reynolds Woodcock, sua irmã, Cyril, e sua nova musa, Alma.

» Siga o SOS no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades das séries! «

Repare, por favor, em como eu coloquei os nomes acima. Reynolds Woodcock tem direito a nome e sobrenome. Depois, explica-se suas relações com duas mulheres, utilizando-se apenas o primeiro nome das mesmas. Isto foi proposital, e demonstra como o filme retrata suas personagens, isto é, as mulheres da vida de Reynolds são completamente secundárias a ele, e suas vidas são inteiramente dedicadas a ele.

Vamos começar esta resenha com Reynolds. O típico gênio incompreendido. Ele é brilhante, completamente focado em sua carreira, e incrivelmente cheio de manias. E essa atitude, a essa altura, já é completamente batida e ultrapassada. Nós já vimos esse tipo de gênio único e solitário, que se considera acima dos reles mortais antes. A premissa inteira de diversos de filmes e séries (Sherlock, por exemplo, vem a mente), fica batendo nessa tecla constantemente. E utilizar essa fórmula cansada como ponto de engrenagem da história foi um algo um tanto mal feito.

Logo no início do filme, Reynolds é caracterizado como o tipo de homem que se entedia facilmente por todas as outras mulheres, mas, que em mais uma atitude ultrapassada do filme, conhece “a uma mulher”, que vai se desenvolver durante o filme para se tornar seu interesse amoroso: Alma. Quanto mais tempo de filme se passa, mais podemos perceber o quão desigual e deturpada a relação entre os dois se torna. As vontades e desejos entre o casal são diferentes a ponto de filmes de horror, assim como a clara diferença de idade entre eles.

Outra relação deturpada do filme é a que Reynolds mantém com sua irmã, que agia quase como uma esposa – por falta de palavra melhor. A introdução de Alma, ou qualquer outra musa de Reynolds, é claramente vista por ela como uma intrusão na sua vida com seu irmão. Esta co-dependencia entre os dois causa atrito imediato entre Cyril e Alma.  A competição que é imediatamente gerada entre a irmã e a nova musa de Reynolds poderia ter ocorrido na época, mas é imperdoável em um filme escrito e lançado em 2018. Esse atrito começa no instante em que as duas se conhecem, e perdura. Que as duas mulheres de importância no filme não possuem nenhum diálogo entre si que não seja sobre Reynolds é outro ponto contra o filme.

O que deveria ser o grande momento do filme – a relação entre Reynolds e Alma levada a sério e o quão facilmente se pode deturpar um romance – é deixada, na maior parte, para o segundo ato. Entretanto, quando finalmente chegamos a este ponto, o filme já havia se arrastado por um tempo imensurável, e suas personagens eram tão genéricas e sem originalidade que foi muito difícil se importar o que aconteceria com qualquer uma delas. Há uma série de outros filmes que se mantém no mesmo gênero de amor corrompido, mas que conseguem se manter refrescantes e divertidos. Este se mantém soturno e longo.

O filme não é sem seus prós. Todos os atores estão muito bem, e o cenário é belíssimo. O final surpreende e – uma vez que você aceita o tema central do debate entre Cyrill e Alma como válido – a disputa de poder entre elas, e como isso é caracterizado, é interessante.

Ainda assim, não é o tipo de filme que vai se tornar um clássico, ou ao menos ser considerado “um dos melhores de 2018”. Não é nem mesmo o filme que você deve ficar chateado se perder no cinema.

Em uma última nota, devo fazer um comentário – emitido por Reynolds em determinado momento do filme. Ele fala algo similar a “o inferno são as expectativas dos outros”. É possível que este tenha sido um dos problemas do filme. Ele não é necessariamente ruim, só tremendamente decepcionante. Então, se você resolver ver este filme, talvez valha a pena ir ao cinema mantendo suas expectativas baixas. É possível que ele a surpreenda (mas eu duvido.)

Comentários
Queremos saber o que você pensa! Este espaço é especialmente para você deixar seus comentários. Deixe sua opinião e nos ajude a construir um Sons of Series cada vez melhor e mais completo. Debates são super bem vindos, desde que as opiniões sejam respeitadas e expressas de maneira educada e sem ofensas gratuitas. Caso observe qualquer tipo de conteúdo preconceituoso ou ofensivo, por favor, não exitem em nos contactar!