“Um Lugar Para os Apaixonados por Séries”

Seja bem vindo! | Versão: 2.o

4 de Março de 2018 Games Review
Análise | The Sims 4 Aventuras na Selva


Análise | The Sims 4 Aventuras na Selva (Reprodução)

Com saudades de mandar seus Sims explorarem templos repletos de armadilhas? Pois a sexta expansão do jogo de simulação, lançada dia 27 de fevereiro para PC e Mac, veio suprir a demanda que muitos esperavam para desbravar os mistérios de uma terra distante. Embora traga novidades, como as belíssimas paisagens do novo destino turístico de Selvadorada, jogadores mais experientes perceberão uma certa “reciclagem” de interações das gerações anteriores.

» Siga o SOS no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades das séries! «

Não é a primeira vez que a EA Games reaproveitou conteúdos dos jogos mais antigos da franquia The Sims. Muitos fãs reclamaram, e cobertos de razão, que os novos pacotes de expansão da quarta geração utilizam ideias passadas que agradaram muitos jogadores, mas com uma limitação cada vez maior de possibilidades de interações, além da baixa quantidade de novas roupas, cortes de cabelo, móveis, etc.

Assim como em “Bon Voyage” e “Volta ao Mundo”, “Aventuras na Selva” traz a possibilidade de seus Sims saírem de férias e explorarem um cenário repleto de diversão e desafios, além de poderem encontrar tesouros e perigos mortais que espreitam os caminhos tortuosos da selva. A terra fictícia de Selvadorada é uma mistura entre as culturas da América Central e América do Sul.

O destino é divido em duas seções principais: o Mercado de Puerto Lhamante, e a Selva de Belomisia. O primeiro é parada obrigatória para Sims aventureiros que pretendem explorar os mistérios da selva de forma segura. Para sobreviver aos perigos, experimente comprar o repelente de aranhas ou o antídoto para veneno com os comerciantes locais. Puerto Lhamante também é uma ótima experiência para Sims que não gostam de aventuras loucas. Novas comidas e músicas vão agradar até os turistas mais exigentes. Não volte para casa sem antes comprar um souvenir como lembrança de Selvadorada.

A Selva de Belomisia é a porta de entrada para o início das aventuras. Galhos retorcidos guardam as áreas de acesso dos lotes secretos que só poderão ser acessados pela exploração. O aprimoramento das novas habilidades de cultura e arqueologia podem fazer toda a diferença entre conseguir ultrapassar as barreiras físicas (e sobrenaturais) da selva ou sair correndo para nunca mais voltar. O famoso “facão”, por exemplo, não poderá ser adquirido no modo compra, mas negociado com os nativos no Mercado de Puerto Lhamante.

O domínio da habilidade de cultura permite que seus Sims desbloqueiem novas interações como um novo cumprimento, uma nova dança e até o acesso a um menu secreto na barraca de comida dos nativos de Selvadorada. Como complemento, a habilidade de arqueologia auxilia na exploração de tumbas perdidas. Pilhas de tesouros se encontram espalhadas pelo mapa e podem garantir que os Sims encontrem itens mais raros e valiosos. Relíquias sagradas também podem ser descobertas e utilizadas como benção para ajudar outros Sims ou transformá-los em esqueletos.

Como dito anteriormente, a gameplay foi reaproveitada de gerações anteriores. A interação com os esqueletos, por exemplo, é bastante semelhante à das múmias egípcias de “The Sims 3 Volta ao Mundo”. A grande diferença é a forma como os Sims podem se transformar nesses monstros. Para as múmias, era preciso dormir em um sarcófago amaldiçoado, enquanto que para virar os esqueletos da nova expansão, é necessário interagir com a Relíquia da Morte de Balampalson, que dura três dias Sims (dias do jogo).

Para liberar a passagem de lotes secretos, o Sims podem utilizar as próprias mãos para retirar os galhos ou cortá-los mais rapidamente com o facão. Em “The Sims 2 Histórias de Náufragos”, já havia a possibilidade de exploração do ambiente dessa mesma forma. O que parece é que “Aventuras na Selva” nada mais é do que uma junção entre “Histórias de Náufragos” e “Volta ao Mundo” com os gráficos melhorados do The Sims 4.

A exploração de “Aventuras na Selva” pode ser feita de maneira muito mais rápida do que em “Volta ao Mundo”, que contava com três destinos turísticos: Egito, França e China. Entretanto, pontos positivos também devem ser levantados sobre o novo pacote de jogo. Ainda há bastante liberdade para movimentação da câmera sem precisar esperar por telas de carregamento. Os detalhes dos cenários também são bastante ricos, cheios de uma vegetação exuberante e gráficos otimizados.

Ao retornar à Selvadorada, os caminhos trilhados pela primeira vez já não serão mais os mesmos. O game não te entrega tudo de bandeja e torna a jogabilidade mais dinâmica. Os templos são diferentes e cheios de enigmas a serem solucionados, mas a dificuldade é a mesma. Ao examinar os objetos, o jogo te dá dicas diretas sobre o que deve ser feito em seguida. O nível de desafios é baixo e se limita a puxar alavancas e acionar interruptores, diferente de “Volta ao Mundo”, que era necessário analisar até as paredes das tumbas para não pisar em armadilhas escondidas.

Este pacote de jogo encontra-se disponível pelo preço absurdo de R$ 80, mas caso você tenha um dinheirinho guardado, veja nesta análise se realmente vale a pena investir suas economias.

  • Leia Mais Sobre:
SOS | Outras Notícias Relacionadas:
Comentários
Queremos saber o que você pensa! Este espaço é especialmente para você deixar seus comentários. Deixe sua opinião e nos ajude a construir um Sons of Series cada vez melhor e mais completo. Debates são super bem vindos, desde que as opiniões sejam respeitadas e expressas de maneira educada e sem ofensas gratuitas. Caso observe qualquer tipo de conteúdo preconceituoso ou ofensivo, por favor, não exitem em nos contactar!