“Um Lugar Para os Apaixonados por Séries”

Seja bem vindo! | Versão: 2.o

17 de Janeiro de 2018 Destaques Filmes Review
Resenha | O Que Te Faz Mais Forte
Resenha | O Que Te Faz Mais Forte (Reprodução)

O Que Te Faz Mais Forte chegou discretamente, com uma tentativa de reservar o seu lugar nas premiações, o filme conseguiu mostrar o lado mais vulnerável, otimista e companheiro do ser humano com um contraste de violência, desumanidade e completo desespero e caos.

» Siga o SOS no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades das séries! «

Uma ótima pedida para quem não entendeu as verdadeiras consequências do ataque à maratona de Boston, de uma forma delicada e com pequenos toques de uma realidade tão devastadora que poucos conseguiriam lidar, o filme consegue alcançar o seu objetivo de entrar na vida de duas vítimas – uma a queima roupa e outra por camadas – e te deixar sentir todo o medo desde os primeiros acontecimentos até a recuperação e superação dos obstáculos por parte de um protagonista extremamente carismático e que causa revolta e amor nos telespectadores que acompanham sua jornada.

Apesar de contar com ótimas atuações, principalmente de Tatiana Maslany que começa a se aventurar no cinema agora após o grande sucesso na televisão, e do já aclamado Jake Gyllenhaal criando um combo espetacular que nos rende cenas emocionantes, O Que Te Faz Mais Forte parece não se esforçar para sair da zona de conforto. Com um tema forte e tragédias reais e inimagináveis para a maioria das pessoas, o filme poderia alcançar um nível muito acima com cenas chocantes e mais fortes, porém preferiu não arriscar.

A personalidade dos personagens secundários não passa de irritante e não transmite nada agradável, tirando o pouco do interesse do público na família do protagonista e no que acontece fora do relacionamento do casal. É interessante e mesmo que volte diversas vezes no mesmo ponto – a vulnerabilidade de nosso protagonista – não se torna cansativo. A única decepção aqui é o potencial que não foi usado ao máximo, apesar de entregar uma trama com uma carga emocional considerável.

Ter o conhecimento que toda a história se trata de pessoas reais e que a tragédia de Boston foi um acontecimento que mudou vidas de dezenas de pessoas permanentemente te faz tocar a consciência e repensar sobre a capacidade do ser humano enxergar o outro como descartável ou como um peão de um plano, no mínimo, diabólico. A tristeza do filme é no ápice do desespero de nosso protagonista se deparando com sua nova realidade e pensando em seu presente e futuro como uma pessoa completamente diferente. Acompanhamos toda a jornada dessa reconstrução psicológica e física e a empatia flui com naturalidade ao decorrer do filme.

A única pena aqui é ter vindo em uma época com filmes mais ousados em arriscar mostrar o chocante, o amargo e a parte deplorável da vida de algumas pessoas, porém não deixa de ser merecedor de atenção e de reconhecimento por suas atuações impecáveis.

Comentários
Queremos saber o que você pensa! Este espaço é especialmente para você deixar seus comentários. Deixe sua opinião e nos ajude a construir um Sons of Series cada vez melhor e mais completo. Debates são super bem vindos, desde que as opiniões sejam respeitadas e expressas de maneira educada e sem ofensas gratuitas. Caso observe qualquer tipo de conteúdo preconceituoso ou ofensivo, por favor, não exitem em nos contactar!