“Um Lugar Para os Apaixonados por Séries”

Seja bem vindo! | Versão: 2.o

7 de Fevereiro de 2018 Filmes Review
Resenha | 50 Tons de Liberdade


Resenha | 50 Tons de Liberdade (Reprodução)
Isadora Santos

Acredito que esse filme, terceiro e último da franquia “50 tons”, dispense maiores apresentações. Sendo assim, segue uma crítica sem spoilers de “50 tons de liberdade” (Aka: como podemos nos sentir agora que a trilogia finalmente acabou.)

» Siga o SOS no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades das séries! «

O filme segue a trajetória de Anastasia Steele e Christian Grey, casal propaganda para relacionamentos desiguais e abusivos. Isto posto,
eu vou ser forçada a pedir que você me escute até o final e por favor, não me entenda mal. 50 tons de liberdade continua não sendo bom. Mas é consideravelmente menos pior do que poderia ter sido e, francamente, do que eu estava esperando.

É sério! Uma vez que você suporta os elementos que que tornaram a franquia detestável para começo de conversa (a misoginia, a forma que a personagem principal é tratada como uma criança, a forma trágica que a série lida com elementos de BDSM e adoção…)

Mas, caro leitor, você que está lendo essa crítica e considerando se vale a pena ou não ver a conclusão da saga: você já lidou com todas essas questões por dois filmes e, possivelmente, três livros. Eu não preciso explicar novamente os diversos problemas pré-existentes . Então vamos falar sobre este filme específico, relevando os aspectos que são trazidos pelo fato dele ser a adaptação de um livro bastante problemático, de forma a podermos julga-lo por si só.

E, por si só, o filme não é tão ruim quanto poderia ter sido.

Não vou tentar embelezar: o roteiro não é bom. Mas os atores se esforçaram entre os filmes e, embora a química entre eles ainda não seja exatamente boa, eles já não parecem estar com dor (na maior parte das cenas.)

Já quanto as cenas que deveriam ser exitantes não são nada diferentes do que você vê em diversas séries na TV e são bem menos aventurosas do que as mesmas. Para um filme que se vangloria de ser o fechamento de uma série erótica, poderia (e deveria) ter sido muito mais. Poucas cenas se destacam,e quase tudo de interessante fica implícito. Aliás, se metade do que ficou deixado no ar fizesse parte da franquia, talvez ela fosse um pouco mais interessante. Então se sua intenção ao ir no cinema é esta, talvez valha mais a pena assistir alguma série da HBO.

O filme também tende a confundir mostrar que a Anastasia pode ser forte, com mostrar uma “personagem feminina forte”. O clímax do filme é onde ele mais peca nesse sentido. Ao tentar demonstrar força , demonstra certa má compreensão, e clichês. Tantos e tantos clichês.

Mas é necessário dar crédito a quem merece. Podemos passar algumas horas analisando como a quantidade de roupas utilizadas por Anastasia demonstra o complexo de Cinderella criado no filme. Acredito que ela não repita o modelito uma única vez. E, com pouquíssimas exceções, são ótimas escolhas. O departamento de moda está de parabéns.

No todo, o filme é um sólido 3/10. Se você estiver completamente entediado, ou se sua mãe realmente precisar da companhia, você não vai precisar cortar os pulsos por ter assistido. Mas se você tem alguma outra opção de programa, talvez valha a pena escolhe-la.

Comentários
Queremos saber o que você pensa! Este espaço é especialmente para você deixar seus comentários. Deixe sua opinião e nos ajude a construir um Sons of Series cada vez melhor e mais completo. Debates são super bem vindos, desde que as opiniões sejam respeitadas e expressas de maneira educada e sem ofensas gratuitas. Caso observe qualquer tipo de conteúdo preconceituoso ou ofensivo, por favor, não exitem em nos contactar!