“Um Lugar Para os Apaixonados por Séries”

Seja bem vindo! | Versão: 2.o

31 de Janeiro de 2018 Destaques Review Séries
Crítica | La Casa de Papel te segura até o último minuto e surpreende com trama inteligente – 1ª Temporada
Depois da Alemanha, chegou a vez da Espanha ganhar o coração dos seriadores.

Crítica | La Casa de Papel te segura até o último minuto e surpreende com trama inteligente – 1ª Temporada (Reprodução) La Casa de Papel
Carolina Guedes

Precisamos falar sobre La Casa de Papel.

» Siga o SOS no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades das séries! «

A mais nova febre entre os assinantes da Netflix é uma série da Espanha que conta a história de um homem misterioso, chamado de El Profesor (Professor), que planeja o maior assalto do século. A fim de realizar o ambicioso plano ele recruta uma gangue de oito pessoas com certas habilidades que não tem nada a perder. O objetivo é infiltrar na Casa da Moeda, de modo que eles possam imprimir 2,4 bilhões de euros. Para fazer isso eles precisam de onze dias de reclusão, durante o qual eles vão ter que lidar com sessenta e sete reféns e as forças da Polícia de Elite.

Apesar da série ter estreado em Maio de 2017 em sua emissora original, Antena 3, foi somente após sua estreia no dia 25 de Dezembro de 2017 no catálogo da Netflix que ela se tornou uma das séries mais comentadas, atraindo a atenção até mesmo de quem não assina o serviço de streaming. Assim como Dark, a série chamou a atenção por ser estrangeira e ousar contar uma história fora do comum, e cá entre nós MUITO bem pensada, cheia de plots twists e com personagens extremamente interessantes.

La Casa de Papel consegue te prender do início ao fim. Ao mesmo tempo em que a série é cheia de ações e recheada de cenas que conseguem te deixar na beira do sofá roendo aquele restinho de unha que ali sobrevivia, a série também consegue mostrar o lado vulnerável do ser humano em situações inimagináveis. Não temos só bandidos aqui, mas sim seres humanos que estão tomando decisões que levam a uma situação difícil. Eu aposto que qualquer um que assistiu a série não pensou que “bandido bom é bandido morto”, pelo o contrário. É bem interessante se você parar para ver a empatia que a série consegue te fazer sentir por uma pessoa de má índole.

A famosa torcida pelos vilões começa logo nos primeiros minutos do primeiro episódio e conforme vamos conhecendo os personagens, caímos na Síndrome de Estocolmo junto com alguns personagens e nos vemos em uma enrascada ao tentar entender até onde o Professor conseguiu pensar e evitar surpresas. Com situações muito bem pensadas e um plano que te faz querer correr para a casa da moeda, La Casa de Papel definitivamente conquista o seu espaço e mostra o poder de uma produção estrangeira. A série consegue chegar no patamar de diversas séries americanas aclamadas, é de fácil consumo e faz da maratona uma brincadeira para quem desafia assisti-la.

A única coisa que poderia deixar essa série ainda melhor seriam mais episódios e – ou – mais acontecimentos inesperados para deixar seus telespectadores malucos. Com o retorno da segunda temporada praticamente confirmado, fica fácil recomendar a série para qualquer pessoa, afinal, não é todo dia que encontramos aquela série caprichada que nos deixa completamente desesperados para comentar com alguém sobre os episódios.

Confira também nossa crítica sobre a série Dark da Alemanha aqui.

Comentários
Queremos saber o que você pensa! Este espaço é especialmente para você deixar seus comentários. Deixe sua opinião e nos ajude a construir um Sons of Series cada vez melhor e mais completo. Debates são super bem vindos, desde que as opiniões sejam respeitadas e expressas de maneira educada e sem ofensas gratuitas. Caso observe qualquer tipo de conteúdo preconceituoso ou ofensivo, por favor, não exitem em nos contactar!