“Um Lugar Para os Apaixonados por Séries”

Seja bem vindo! | Versão: 2.o

1 de setembro de 2017 Filmes Review Sem categoria
Resenha | A Torre Negra
Até quando vamos ter problemas com adaptações?

Resenha | A Torre Negra (Reprodução)

E aê galera, hoje a gente vai falar um pouco sobre A Torre Negra, livro inspirado uma das principais, talvez a principal obra do MESTRE do terror literário, Stephen King.

» Siga o SOS no Facebook , Instagram e no Twitter e receba todas novidades das séries! «

Pode ser que você considere alguma coisa Spoiler, então leia por conta e risco.

Pra início de conversa já é bom deixar bem claro que o filme OBVIAMENTE não tem o mesmo peso que os livros — Apesar de eu não ter lido a saga, estou bastante familiarizado com o modus operandi do King e sei que provavelmente foi BEM DIFERENTE do que foi apresentado. Além, é claro do fato da mudança de mídia… a gente sabe como isso funciona e sabe que sempre vai nos deixar com uma sensação de “PORQUE ISSO???”. Mas mesmo levando tudo isso em consideração, o roteiro talvez pudesse ter sido melhor adaptado.

Sem dúvidas a melhor cena do filme

Bom, começando pelos personagens principais já digo que gostei da atuação do Tom Taylor interpretando Jake Chambers, apesar de outras crianças prodígios como Tom Holland, Daniel Radcliffe entre outros terem se destacado BEM MAIS, ele cumpre bem o seu papel – É legal ver a química (no bom sentido) que rola entre ele e o Idris Elba, essa preocupação/admiração como se fosse pai e filho é bem legal e muito bem trabalhada.

O Idris Elba tá MUITO BEM, na real ele é uma das poucas coisas realmente boas no filme… Ele tem uma carga emocional muito forte e isso já faz parte dele, acompanho o trabalho dele desde Beasts of No Nation e ele sabe MUITO BEM como trabalhar com esse tipo de backgroud de personagem e situação, ainda mais quando tem criança no meio. — O modo como ele elabora o pistoleiro é bem interessante, e é nítido a constante sensação de frustração e talvez um pouco de culpa por ser o “último pistoleiro”.

Matthew McConaughey como sempre é bem Matthew McConaughey, ele tem todo um modo próprio de diálogo, e um jeito meio caricato de interpreta (Isso não é uma crítica negativa) que hora funciona muito, vide Interestelar, só que as vezes nem tanto, como é no caso. — O foda é que talvez a culpa nem seja do ator em si, o enredo e direção realmente não é o forte do filme, e provavelmente isso atrapalhou bastante a atuação.

Confronto final

Agora … Sobre o universo apresentado e enredo do filme …… Esse REALMENTE é o maior problema e talvez o motivo pelo qual o filme foi um desastre(?).

A minha principal pergunta é: Porque decidiram apenas um filme? NÃO FEZ SENTIDO NENHUM. O resultado não poderia ser diferente — A má vontade da equipe de direção ou talvez a falta de interesse fez a diferença aqui, pra pior é claro. Parece que os caras não leram o livro pra PELO MENOS entender as principais coisas e explicar pro expectador.

Tem muita coisa que não foi explicada direito, por exemplo: De onde veio a torre? Porque só o menino pode destruir ela? que poder é esse que ele tem? Porque o mendigo também tinha esse poder? Porque perdeu? Quem é esse mendigo? Quantos mundos existem? Porque existem? .. E MAIS UM MILHÃO. Fora as ambientações, qual o sentido de eu MUDAR DE DIMENSÃO e lá encontrar arvores iguais, areia igual, uma roda gigante(???) … É impossível não comparar com GOT ou Senhor dos Anéis.

Realmente foi lamentável ver um universo sendo tão ignorado como foi.

Enfim, o filme vale a pena ser assistido, mas vá com o coração aberto ou pelo Idris. Assim você não se arrepende.

Vocês concordam com isso? O que acharam do filme?

Comentem aí pra gente poder discutir e deem uma olhada nos outros posts de Resenha aqui do site:

Planeta dos Macacos: A Guerra
Dunkirk – A contínua batalha contra a Guerra no Cinema

Valeu galera até a próxima!!!

Comentários
Queremos saber o que você pensa! Este espaço é especialmente para você deixar seus comentários. Deixe sua opinião e nos ajude a construir um Sons of Series cada vez melhor e mais completo. Debates são super bem vindos, desde que as opiniões sejam respeitadas e expressas de maneira educada e sem ofensas gratuitas. Caso observe qualquer tipo de conteúdo preconceituoso ou ofensivo, por favor, não exitem em nos contactar!